terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Oficinas ensinam a aproveitar o caju no Ceará


Oficinas ensinam a aproveitar o caju no Ceará

6º Caju Nordeste apresenta receitas de omelete, hambúrguer e bolo.
Caravana de Moçambique chegou em busca de novidades.

A região de Beberibe é uma das maiores produtoras de caju do Ceará, mas a safra desse ano não foi a esperada por causa do excesso de chuvas e o atraso na colheita. A expectativa é que o 6º Caju Nordeste ajude a fortalecer o setor. Mais de 3 mil pequenos produtores participam do evento.

Veja o site do Globo Rural

Neste ano, a feira apresenta alternativas para o aproveitamento total do caju. Na minifábrica, por exemplo, o destaque é o pedúnculo, que tem nove vezes o peso da castanha e que, muitas vezes, é desperdiçado na produção.

saiba mais


Festa Nacional do Charque começa com cavalgada no Paraná Voluntários preparam leitão na estufa em festa no Paraná Boi no rolete, carneiro no buraco e linguiça: G1 lista 10 festas pelo país

Nas oficinas, são ensinadas receitas de omelete, hambúrguer e bolo feitos com carne de caju. “O desperdício está sendo bem menor e as pessoas estão vendo que a qualidade de vida está aumentando. O caju reúne todos os nutrientes que o nosso organismo precisa”, disse a culinarista Valdiana Victor.

A feira apresenta as novidades tecnológicas, como a máquina de corte automático da castanha, que evita acidentes e perdas.

As palestras são oportunidades de trocar experiências. Até uma caravana de Moçambique viajou em busca de informação.

Do G1, com informações do Globo Rural

20/11/09 - 08h04 - Atualizado em 20/11/09 - 08h04

Vídeo : Relacionado ao tema.

6 comentários:

Vinícius Faustini disse...

Mazé,

tenho acompanhado seu blogue, e acho bem interessantes as matérias que você coloca. Só que tenho uma sugestão: por que você não assume seu dom de professora e faz algumas matérias especiais, suas, para enriquecer ainda mais sobre assuntos que estejam em voga?

Parabéns, mais uma vez.

Beijos,

Vinícius Faustini

Carmen Augusta disse...

Oi Mazé!

Huuummm adoro caju...E aqui danado é caro...

Amiga seu blog está muito bonito e instrutivo.

Parabéns pela realização.

Beijos,
Carmen Augusta

Mazé Silva disse...

Olá Vinícius, meu amigo querido!

Que bom menino jornalista, você está vendo as minhas postagens!

Gostei da sua idéia e temos muito tempo pela frente e vou pensar na sua excelente opinião.

Obrigada menino jornalista, Salafráro e muito mais! Ehehehehehe

Admiro-te muito e tenho que aprender também com suas experiências de escritor, que são fantásticas.

Um beijo grande da amiga de sempre!

Mazé Silva

Mazé Silva disse...

Olá Carmen!

Olha que bom você veio aqui me visitar!

É amiga, o Caju é delicioso e tem um valor nutritivo e econîmico para o nosso Estado e para o Brasil.

É sempre bom levar ao conhecimento do público matérias interessantes e que as vezes deixamos despercebidas no jornal, na revista e o blog além de atrativo é ionformativo como falastes.

Volte sempre Guta e valeu por esta vez.

Beijos da amiga.

Mazé Silva

Eneide disse...

Se todos aproveitassem desta fruta rica que temos! muitas pessoas não passavam fome no interior. Pois já experimentei farofa do caju, torta, e outras coisa saborosas.
Valeu a publicação
Concordo com o Vinícios - por que você não escreve seus pensamentos já que gosta de escrever.
Abraço

Mazé Silva disse...

Oi minha mana Eneide!

O nosso caju, eita frutinha saborosa! A fruta mesmo é a Castanha! Rsrsrsr

E os diversos cardápios que são feitos com ele?

O caju tem grande importância para o Ceará e para o Brasil, em questões econômicas e nutitivas.

Valeu minha irmã, obrigada e um beijo carinhoso.

Mazé Silva