sábado, 6 de fevereiro de 2010

Ciclone Oli atinge Polinésia Francesa com ventos de até 200km/h


O ciclone Oli atingiu a Polinésia Francesa nesta quinta-feira, forçando centenas de pessoas que moram no litoral a deixar a região, afetando o transporte e levando turistas a abrigos temporários.

As autoridades recomendaram aos moradores que ficassem em casa, já que os ventos de até 200 quilômetros por hora provocaram ondas de sete metros.

No Taiti, a principal ilha no vasto território no oceano Pacífico, centenas de pessoas foram forçadas a abandonar as casas próximas à costa na madrugada, embora o impacto tenha diminuído quando a tempestade se afastou.

As ruas foram fechadas para o tráfego, exceto para os veículos de emergência, assim como portos e aeroportos.


Testemunhas citadas por uma rádio francesa disseram que telhados foram arrancados e ao menos um barco naufragou em meio ao temporal. Várias pessoas ficaram levemente feridas, mas não havia registro de mortes ou ferimentos mais graves.

De acordo com o serviço climático francês, a pressão do ar no centro da tempestade deverá diminuir, aumentando a potência do ciclone e criando ventos médios de 175 quilômetros por hora, com rajadas de até 250 quilômetros por hora.

O ciclone, que se move a cerca de 20 quilômetros por hora, está previsto para continuar sua rota em direção ao sudeste, para as ilhas de Tubai e Mataura.
A Polinésia Francesa é um território do arquipélago da Polinésia, dependente da França.

(Reportagem de Daniel Pardon)


Tempestade Oli ganha força e vira ciclone

PAPEETE (AFP) - A tempestade tropical Oli se transformou em ciclone e se encontra próxima de Bora Bora e Maupiti, no arquipélago das ilhas de Sotavento, na Polinésia francesa.

PUBLICIDADE

O Taiti, a ilha de maior população da região, está em alerta vermelho.

Na região, as ondas já superam seis metros de altura

As autoridades do território francês na Oceania já organizaram abrigos para mais de 600 turistas e pediu aos moradores locais que permaneçam em casa durante a passagem do ciclone. Um pescador foi resgatado no mar.

O governo da Polinésia Francesa afirmou em comunicado que Oli foi elevado de tempestade tropical para ciclone na noite de quarta-feira e deve atingir seu pico na noite desta quinta.

No comunicado, o governo prevê ventos de mais de 130 km/h.

Com France Presse e Associated Press

Folha Online


Nenhum comentário: