sábado, 13 de março de 2010

Foguete da Nasa destrói “arco-íris” no lançamento


Imagens divulgadas no site da Nasa mostram veículo dissipando parélio, fenômeno de luz semelhante ao arco-íris

A Nasa já começou sua nova missão de exploração solar com um grande espetáculo no lançamento: o foguete Atlas V destruiu um parélio (espécie de arco-íris, confira explicação abaixo) que estava em seu caminho.

Assista ao vídeo divulgado no site da Nasa. As imagens foram gravadas por Anna Herbst, uma garota de 13 anos que assistia ao lançamento no Cabo Canaveral:

O parélio é um fenômeno que acontece quando a luz solar é refratada em cristais de gelo em forma de placas nas nuvens. Durante o lançamento, o foguete Atlas V, que carregava o Observatório da Dinâmica Solar da Nasa (SDO), passou pela luz colorida formada pelo parélio.

O choque produziu ondas que destruíram o alinhamento dos cristais de gelo e, consequentemente, acabaram com a espécie de “arco-iris” no céu.



No vídeo, podemos ouvir a comemoração dos que assistiam ao lançamento na Flórida e não esperavam o acontecimento. O vídeo abaixo, gravado por Romeo Durscher, outro observador, mostra com mais clareza as ondas que dissiparam os cristais de gelo da nuvem (no 1m45s):

O SDO é um observatório construído pela Nasa para monitorar a atividade solar e fornecer imagens com qualidade IMAX da estrela. O choque com o parélio, não interferiu no lançamento, pelo contrário, foi visto pelos cientistas da agência como um sinal de que a missão já começou bem.

Até o final de fevereiro, o observatório estará em processo de entrar em órbita. Depois, os instrumentos serão ligados e as primeiras imagens do Sol estarão disponíveis no mês de abril. A missão de estudo do astro terá a duração de cinco anos.


Para sintetizar tudo poderemos que:

SDO destrói um Parélio

O que acontece quando um foguete Atlas V quebra a barreira do som enquanto passa por um Parélio (um fenômeno óptico que aparece como uma mancha brilhante em um halo)? O lançamento do satélite Solar Dynamics Observatory mostrou o resultado:

Com o lançamento do SDO, veremos o sol com com maior nitidez do que antes. As primeiras fotos, provavelmente irão chegar em abril deste ano.


Por Redação Galileu

revistagalileu.globo.com

Nenhum comentário: