segunda-feira, 15 de março de 2010

O Chamado de Deus - 35 Anos de vocação

Ir.Eneide, 35 Anos de Vocação


Hoje é um dia de alegria e festa na Santa Casa de Aracati, pois além de ser o dia de Santa Luisa de Marilac, a Ir. Eneide também comemora 35 anos de vida Religiosa dedicada ao trabalho voltado para os pobres e necessitados.

Ir. Eneide, é uma pessoa, simples, humana e atenciosa com todos do seu convívio. Seja o pobre ou o rico, a sua gentileza é observada pelos seus gestos, atitudes e que demonstra todos esses valores.

Eneide é minha conselheira, minha amiga, minha confidente e sempre esteve do meu lado nos momentos mais difíceis da minha vida. Ela nunca mediu esforços pra deslocar-se de onde estivesse para atender a um chamado meu. Um momento mais difícil foi quando o Thalyta fez uma cirurgia de apendicite aguda e em outro momento marcante de sua solidariedade, foi quando o Thasso Foi acometido de Meningite meningocócica tipo B. Ela atende não só a mim, mas a qualquer pessoa que estiver necessitando de ajuda.

Estudava no Patronato São Vicente de Paulo, escola administrada pelas freiras e como era uma boa aluna, dedicada e muito inteligente, foi chamada por uma freira Ir. Ana Maria, para ampliar uns mapas, já que a mesma era professora de Geografia. E daí em diante era a mão direita das irmãs que precisassem de ajuda em assuntos gerais.

Sempre foi dedicada e perfeccionista em tudo que fazia, como trabalhos manuais como tricô, crochê e muitos tipos de bordados e muitas outras atividades como o Grupo de Jovens, jogos e juntamente com meu pai e a Socorro a nossa irmã mais velha, pregava o Circo Bíblico nas residências divulgando a palavra do Senhor.

Terminado o Ginasial, ela optou para fazer Contabilidade e como o curso era à noite ela teve que ficar morando no Patronato. Então o despertar para servir à Deus, já começou a se destacar quando passou a ser catequista por um certo período.

Passando os finais de semana em casa, ela já tinha recebido o chamado do Senhor, e a sua vocação voltou-se pela renúncia da vida comum e pensou em seguir a vida Religiosa. Acredito que os nossos pais já estavam sabendo que ela pretendia integrar-se ou atender o chamado do Senhor.

Dessas coisas eu não sabia, pois criança na época ficava de fora, mas só vim saber, o porque da sua ida de Limoeiro para Fortaleza, já quase no dia que ela viajou. Quando ela foi embora, devido a emoção e a saudade que ia sentir de deixar tudo aquilo onde compartilhávamos as alegrias e tristezas, no nosso lar, ela não falou tudo que deveria ou que queria dizer.

Dias depois, meus pais encontraram um bilhete, onde ela dizia com mais detalhes o que sentia e não teve coragem de falar na despedida. Passa-me um branco, que não lembro o momento exato da sua saída, pelo Alpendre da casa, em qual dos portões ela saiu, se foi de bicicleta ou não, sei que essa parte quero saber ainda.

Foi outra emoção pra todos, pois mais uma vez sentia que tínhamos perdido nossa Eneide mas alegrávamos, em saber que a sua felicidade era lutar pelos pobres, renunciando a vida comum pra atender um chamado de Deus.

Hoje ela completa 35 anos de vocação onde já prestou bastante serviço todos e fazendo sempre o bem em qualquer Casa Religiosa ou lugar por onde ela passa. Hoje seguindo o exemplo da fundadora das Filhas de caridade, Santa Luiza de Marilac, ela presta serviço na Santa Casa de Misericórdia de Aracati. Lá funciona um Hospital Filantrópico que atende a comunidade carente e ela administra tudo isso com muito amor e dedicação.

Eneide, em sua homenagem pelos seus 35 anos de vocação, eu escrevi esse texto, não tão bem como deveria sair, mas as palavras ditas e lembradas são um gesto do meu amor, do meu carinho, da minha gratidão e admiração que tenho por você, que é uma pessoa maravilhosa, tanto como irmã de sangue como na sua comunidade religiosa.

Ir.Eneide, eu vou orar sempre por você, para que a sua vocação continue, forte e firme e que Deus te ilumine e derrame as graças divina de bênçãos, para que você sinta-se sempre fortalecida.

Um beijo com muito amor, muito carinho de sua irmã que tanto admiro e tenho orgulho de ter uma irmã tão boa e que prega sempre o bem para todos como você!


De sua mana, Mazé Silva.

6 comentários:

Eneide disse...

Mazé!
Muito obrigada!
Voce falou muita coisa bonita, não sou tudo isso que voce falou. Tento ser com ajuda de Deus e avontade de melhorar a cada dia e ser mais humana possível principalmente com os mais necessitados. Agraço de coração esta homenagem que me fez no seu blog. Admiro muito sua lembrança do passado, de coisa em miniha vida que eu mesmo esqueço. Realmente hoje foi uim dia muito feliz para todas nós, pois celebramos a festa de Santa Luisa e faz 350 anos de sua morte.
Muito obrigada mesmo!
Aquele abraço da mana que muito lhe quer bem.

Armindo Guimarães disse...

Os meus parabéns à Ir. Eneide pelos seus 35 anos de vida religiosa fazendo o bem aos mais necessitados. Nos tempos que correm temos que dar graças a Deus por ainda existirem pessoas como a Ir. Eneide, sem as quais o nosso mundo estaria bem pior.

Felicito também a minha querida amiga Mazé pela significativa homenagem que em boa hora decidiu prestar à sua irmã.

Abraços para as duas.

Armindo

Dina Ramos disse...

Oi Mazé!

Achei linda as tuas palavras para com a tua Irmã Ineide! Eu que sou de uma família grande, sei o que é sentirmos falta do nosso irmão ou irmã, que deixou o nosso lar longe de nós.
No caso da Irmã Eneide, foi por uma bonita causa! Dedicar-se a Deus e aos pobres e necessitados!!!
35 anos é uma vida inteira de dedicação a Deus e ao próximo! Parabéns Irmã e que continue por muitos e muitos anos, rezando por nós também.
Parabéns amiga Mazé, pelo lindo post. Vê-se que foi escrito com coração.

Beijos amiga

Mazé Silva disse...

Olá minha querida irmã!!!

Claro que você merece tudo que falei e muito mais.Como você é muito simples não gosta que digam os valores tão lindos que você possui.

Espero que este dia tenha sido de graças, de alegrias e felicidade, comemorando a festa das duas, a sua e a de Santa Luíza.

Beijos grande em teu coração, de sua maninha que sempre vai admira-la por todos os seus grandes valores.

Mazé Silva.

Mazé Silva disse...

Meu querido Armindo!

Gosto de ver o seu carinho que tem com as pessoas, os amigos e eu sinto e sei que você também tem um coração enorme, por isso todos gostam de você.

Acho que você deveria ter sido frade! Ehehehehehehe, diante de tantos gestos grandiosos que você sempre nos faz perceber.

Um beijo meu amigo Mindo, da sua amiga que gosta muito de você!

Mazé Silva

Mazé Silva disse...

Olá minha amiga Dina!

Que bom você apareceu no elogeografico e num bom momento, dessa festa da Ir. Eneide e de Santa Luíza de Marilac,só assim festejou conosco esses momentos de alegrias.

Dina, você é muito gentil e sensível, pois eu sei que já me falaste de sua religiosidade, por isso você é uma pessoa tão boa, simples e muito amiga e bem-vinda.


Dina beijos e abraços da sua amiga de sempre!

Mazé Silva