quinta-feira, 13 de maio de 2010

Conheça a nova tendência do mercado: os empregos verdes


Trabalhar contribuindo com o meio ambiente é uma das tendências do mercado de hoje, com geração de empregos nos mais diversos setores e promessa de aumento da demanda nos próximos anos

Atuar na produção de energias renováveis, agricultura orgânica, em atividades que contribuem na diminuição da emissão de gás carbônico e em educação são algumas das ocupações definidas como empregos verdes, que já totalizam em mais dois milhões no Brasil, segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

No estudo Empregos Verdes: Rumo ao Trabalho Decente em um Mundo Sustentável, com Baixas Emissões de Carbono, define empregos verdes como "postos de trabalho nos setores da agricultura, indústria, construção civil, instalação e manutenção, bem como em atividades científicas, técnicas, administrativas e de serviços que contribuem substancialmente para a preservação ou restauração da qualidade ambiental".

Segundo Paulo Sergio Muçouçah, autor do estudo Empregos Verdes no Brasil: quantos São, onde Estão e como Evoluirão nos Próximos anos, o Nordeste tem grande mercado para esses profissionais, como na produção de energia renovável, como o biocombustível, em usinas de cana de açúcar, e nos polos de energia eólica, como os que existem no Ceará. ``Especificamente relacionadas ao combate à seca, temos trabalho de construção de cisternas, construção de açudes, e o próprio projeto de transposição das águas do rio São Francisco``, detalha.

Para ele, os empregos verdes ``ajudam a proteger e restaurar ecossistemas e a biodiversidade; reduzem o consumo de energia, materiais e água por meio de estratégias de prevenção altamente eficazes; descarbonizam a economia; e minimizam ou evitam a geração de todas as formas de resíduos e poluição``.

Entre as diversas áreas em que se pode atuar neste ramo, Paulo cita também trabalho com manejo florestal, saneamento em geral, reciclagem de resíduos em geral, construção civil, arquitetura e destaca a área de telecomunicações. ``Apesar de ser uma profissão relativamente nova, telecomunicações geram um impacto muito forte, com o tele-atendimento, que evita o deslocamento das pessoas``.

Ele afirma que a tendência é que a cada ano o número de empregos aumente, e destaca a atividade de agricultura orgânica, que cresce 30% ao ano. Mas além de todas as contribuições para o meio ambiente, o emprego verde tem que ter a característica de emprego decente, ou seja, ter salários adequados, condições seguras de trabalho e direitos trabalhistas, inclusive o direito de se organizar em sindicatos.

E-MAIS

De acordo com Pedro Perrelli, diretor executivo da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), no Ceará existem 1.000 profissionais envolvidos nos parques eólicos, desde as fases iniciais de instalação até as fases dos parques
em operação.

As atividades que mais demandam profissionais são nas áreas da construção civil, montagens mecânicas, montagem elétrica, além da mão de obra especializada (montadores, soldadores, eletricistas) e técnica de grau médio.

NÚMEROS

2 milhões
É O NÚMERO DE EMPREGOS VERDES JÁ EXISTENTES NO PAÍS, SEGUNDO A OIT

Daiana Godoy

08 Mai 2010 - 16h11min

2 comentários:

Bottary disse...

Minha Querida Mazé,

Muito a propósito esta sua postagem acerca deste assunto, que não é por acaso que está na ordem do dia.

A consciência na busca de um mundo melhor, qual seja, menos agressivo para os ecossistemas, e, por conseguinte, para a humanidade, faz com que aumente ainda mais esta possibilidade de trabalho verde como colocou muito bem a jornalista Godoy.

A bem da verdade foram minhas últimas ações dentro da Mineração onde trabalhei, (saí em 2000)em que através de palestras, reuniões com diretores, mecânicos e outros profissionais do assunto, promovia a consciência de um novo paradigma competitivo no mercado que surgia, e, de uma certa forma imposta aos empresários, cujas atitudes eram nada mais, nada menos de se adequarem à esta nova filosofia de trabalho, qual seja, a de trabalhar produzindo, sem contudo ferir o meio-ambiente.

A vc minha querida, por esta postagem eu digo que acertou na mosca. Parabéns!
Bottary

Mazé Silva disse...

Olá meu querido Bttary!!!

Este é um assunto bastante intressante e própicio para o mundo em que vivemos, voltado para o progresso,mas sem preocupar-se com o Meio Ambiente.

E o homem ainda não deixou totalmente de destruir e devastar o Planeta nesse mundo capitalista tudo isso pela ganância, por querer sempre mais sem medir consequências.

Com a implantação de projetos de energia limpa e concretização dos mesmos, Poderemos ter um equlíbrio dos ecosisstemos, pois assim haverá preservação fauna e da flora do planeta.

Aqui no Ceará já temos projetos locais da energia verde(eólica) ou limpas locais e existe a presença de grandes empresas Internacionais como uma da Holanda, talvez uma das maiores do mundo.

Queremos mesmo que o progresso venha acontecer, mas que haja uma conciliação dos dois lados, para se ter um equilíbrio Ecológico, caminhando para a sustentabiidade.

Que bom você gostou da postagem em que o mundo está precisando de alertas para a humanidade.

Beijos!!!!

Mazé Silva