terça-feira, 8 de junho de 2010

Dia do Meio Ambiente: como investir na bolsa e pensar em sustentabilidade?


SÃO PAULO – Quanto custa ajudar o mundo a ser mais sustentável? Em alguns casos, não é preciso desembolsar nada e ainda é possível ganhar dinheiro com a onda de preservação da natureza, reflexão importante para o Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no sábado (5).

Até mesmo investidores podem aderir ao movimento “verde”. No Brasil, quem está alocado em ações, por exemplo, pode escolher empresas sustentáveis, apontadas no ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial), que completa cinco anos em 2010.

Desde novembro de 2005, o índice registrou uma variação de 85,82%, o que mostra os ganhos de quem escolheu essas empresas sustentáveis. No mesmo período, o Ibovespa (Índice da Bolsa de Valores de São Paulo) variou 97,53% e o IGC (Índice de Governança Corporativa), 84,60%.

A história do índice

Há alguns anos, criou-se uma tendência de investidores procurarem empresas socialmente responsáveis, sustentáveis e, ao mesmo tempo, rentáveis.

O que se tinha em mente era que essas companhias estariam mais preparadas para enfrentar riscos econômicos, sociais e ambientais e, portanto, gerariam valor ao acionista no longo prazo.

A tendência ganhou força no Brasil, com a criação do ISE.

O índice tem como objetivo refletir o retorno de uma carteira composta por ações de empresas com reconhecido comprometimento com a responsabilidade social e a sustentabilidade empresarial, e também atuar como promotor das boas práticas no meio empresarial brasileiro.

A harmonia entre o desenvolvimento socioeconômico e a conservação da natureza tem que deixar de ser mera utopia. Na foto, a Estação Ecológica Juréia-Itatins, uma unidade de conservação situada no litoral sul do estado de São Paulo.

Veja também

Proteção da Biodiversidade

Temas Nacionais

Notícias sobre o Meio Ambiente

O momento é de ação

O Planeta chega ao Dia Mundial do Meio Ambiente em momento crítico. É preciso agir e agir agora, para minimizar os impactos da sociedade de hoje sobre as futuras gerações.

Num momento em que a Natureza se apresenta especialmente inquieta, com manifestações causadas ou não pelo Homem – mas que cobram um preço alto em vidas –, tais como furacões furiosos, enchentes devastadoras, deslizamentos letais, invernos glaciais, chegamos ao Dia Mundial do Meio Ambiente chamando não somente à reflexão, mas, principalmente, à ação de todos em defesa da vida.

Todos temos como contribuir – direta ou indiretamente – para que as sociedades caminhem rumo à sustentabilidade e para que a harmonia entre o desenvolvimento socioeconômico e a conservação da natureza deixe de ser mera utopia.

Atitudes individuais e coletivas, como o consumo consciente no dia a dia e a exigência, pela população, do cumprimento das leis por órgãos governamentais em todos os níveis são fundamentais.

À iniciativa privada cabe não somente investir em conservação do meio ambiente, mas, principalmente, assumir uma postura de responsabilidade socioambiental, trabalhando de dentro para fora, com adequação de suas cadeias produtivas e meios de produção, distribuição etc.

À sociedade civil organizada, em especial às ONGs socioambientalistas como o próprio WWF-Brasil, cabe conceber e aplicar soluções, realizar campanhas, mobilizar e facilitar o engajamento de indivíduos, governos e iniciativa privada num esforço conjunto para o bem comum das gerações de agora e do futuro.

E tudo isto tem que ser feito agora. A Natureza já nos envia seus sinais de alerta.

Saiba muito mais:

Adaptação às mudanças climáticas

águas para o futuro

Cerrado

Mata Atlântica

Conheça o trabalho do WWF-Brasil

A nossa missão é contribuir para que a sociedade brasileira conserve a natureza, harmonizando a atividade humana com a conservação da biodiversidade e com o uso racional dos recursos naturais, para o benefício dos cidadãos de hoje e das futuras gerações.

Em todo o país, nós executamos dezenas de projetos em parceria com ONGs regionais, universidades e órgãos governamentais, relacionados à Amazônia, ao Pantanal e à Mata Atlântica.

Também trabalhamos para reduzir o impacto da ação do homem na natureza, com foco em mudanças climáticas e energia, desenvolvimento sustentável, agricultura, água e educação para sociedades sustentáveis.

WWF.com.br

Por InfoMoney, InfoMoney,

4/6/2010 9:11

Vídeo sobre o Meio Ambiente verde Intérprte: Leila Pinheiro



Nenhum comentário: