quinta-feira, 22 de julho de 2010

Consumo de chá verde «organiza» gordura corporal



Investigação da FMUP estuda a possibilidade
de alterar a “qualidade” do tecido adiposo


O consumo de chá verde favorece a “redistribuição” da gordura corporal, diminuindo aquela que se concentra na barriga - tecido adiposo visceral -, que é mais prejudicial para a saúde do que a gordura que se acumula por debaixo da pele, sobretudo nas coxas e nádegas - tecido adiposo subcutâneo.

A conclusão é de uma equipa de investigação da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) que tem vindo a estudar os efeitos de vários componentes alimentares na gordura corporal. “Este trabalho teve como objectivo esclarecer os mecanismos de acção do chá verde no tecido adiposo”, explica Rosário Monteiro, investigadora do Serviço de Bioquímica da FMUP.

Os investigadores avaliaram dois grupos de ratos, sendo que a um foi dado a beber chá verde durante meio ano e, ao outro, foi dado água. Todos os animais aumentaram de peso ao longo do período de estudo, mas os ratos do grupo que consumiu chá verde ganharam menos peso do que os ratos do grupo de controlo.

Os cientistas analisaram as diferenças encontradas no tecido adiposo subcutâneo e visceral nos dois grupos de ratos, e verificaram que o tecido adiposo dos animais que beberam chá verde apresentava um número maior de células em proliferação e adipócitos (células que armazenam gordura) mais pequenos do que os encontrados no grupo de controlo.

O consumo de chá verde também aumentou o número de células em apoptose - morte celular programada - no tecido adiposo visceral, favorecendo a sua redução. Segundo a autora, “estes resultados podem advir da estimulação da produção de estrogénios no tecido adiposo provocada pelo chá verde”.


Isto significa que o consumo de chá verde interfere na “organização” da gordura corporal, criando um padrão celular mais saudável e menos propenso ao desenvolvimento de patologias.

Hoje, sabe-se que é mais negativo para a saúde ter adipócitos de grande dimensão do que possuir uma grande quantidade de pequenos adipócitos, uma vez que estes últimos são mais funcionais do que os primeiros.A acumulação de gordura no abdómen aumenta o risco de desenvolver hipertensão, dislipidemia, resistência à insulina e intolerância à glicose. Juntos, estes sintomas constituem a síndrome metabólica, reconhecida pela comunidade científica e médica como promotora de doenças cardiovasculares, diabetes, asma e alguns tipos de cancro.
Uma vez que actualmente a obesidade assume proporções epidémicas, a importância de desenvolver estratégias multidimensionais para resolver este problema não pode ser descurada, pelo que estes resultados sobre os efeitos da ingestão de chá verde dão pistas importantes sobre a possibilidade de alterar a “qualidade” da gordura corporal.

Ciência e Vida
22-07-2010

4 comentários:

Mazé Silva disse...

Mindo, meu sócio querido!!!!

Gostei imensamente desta matéria, pois ela está em pauta em todo Brasil e acho que agora no mundo.

Aqui em Fortaleza, as nutricioistas e endrocnologistas, recomendam a tomar o cha verde para alcançar os objetivos que explicastes na matéria.

A Thalyta já tinha me mostrado uma reportagem e uma revista que não lembro agora qual era, sobre a eficácia do chá verde.

Desde o ano passado que a nutricionista me recomendou e pra Thalyta também. Ela está tomando, pois está gordinha, mas eu prciso perder apenas uns três quilinhos pra ficar no ponto. Ehehehehe

Parabéns para a Universidade do Porto que está empenhada em ter um resultado final satisfatório de acordo com os experimentos feito.

Quero parabenizar o meu querido sócio Mindo, pela brilhante matéria. Arrasou mesmo!

Muito fixe!

Envia mais matérias assim, são de grande importância para todos.

Beijinhos!!!!!

Mazé Silva

Armindo Guimarães disse...

Oi, Mazé!

Vim aqui postar mais uma notícia, desta vez sobre o Festival de Teatro Lusófono que decorre no Rio, e vi este teu comentário.

Eu também gosto de chã com umas bolachinhas a acompanhar. eheheheh

Muito bom!

Obrigado pelos parabéns, mas não faço anos. Quem está de parabéns é o nosso Elo, sempre bombando, não quanto nós queriamos, é verdade, mas conforme podemos, né?!

:)

Abraços

Mazé Silva disse...

OLá Mindo!

Chá e muito bom mesmo!

Quando a gente morava no interior na zona rural, a minha mãe todas às noites ela fazia chá de folhas da laranjeira, não sei se já tomastes, mas é uma delícia!

Ela fazia também de cravo e canela junos, erva doce e etc, mas tinha que ter o chá, só não tinha a bolachinha, pois nessa época era difícil pra gente que morava na zona rural.

Beijinhos e abraços!

Mazé Silva!

Bottary disse...

Ola! Patroa! Ola! Armindo,

Muito oportuna esta sua postagem, pois que precisaríamos ter um costume melhor com o chá verde, uma vez que além de combater o câncer por exemplo, combate também o envelhecimento, diminui também as taxas do colesterol LDL, o que favorece a prevenção das doenças cardiovasculares.

Ressalto que não tomo chá verde, mas acabo de tomar uma decisão polêmica: NÃO VOU COMER MAIS CARNE DE ESPÉCIE ALGUMA.

O que acham vocês? Meus ilustres amigos.