sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Leilão de energia eólica será hoje


Ceará tenta a contratação de quase 100 projetos de energia eólica no leilão de fontes alternativas. O principal concorrente do Estado é o vizinho Rio Grande do Norte - com mais projetos concorrendo.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realiza hoje um leilão para a contratação de energia gerada por fontes alternativas. São duas modalidades e envolvem usinas eólicas e de biomassa, além de pequenas centrais hidrelétricas.

Os projetos habilitados no Ceará são somente de energia eólica. O Estado tem 96 empreendimentos para o leilão de reserva. Já para o leilão de A-3 o Estado tem 92 projetos. A maioria dos empreendimentos participa dos dois leilões.

O leilão de A-3 estabelece que os projetos contratados iniciem a suas operações em janeiro de 2013. Já no leilão de reserva a geração tem o início em setembro de 2013.

A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) estabelece que a energia adquirida no leilão de A-3 será destinada de forma específica para o suprimento da demanda do mercado nacional por parte das empresas distribuidoras de eletricidade.

O leilão de reserva, por sua vez, tem como objetivo contratar energia além da necessária para atender à demanda, conforme ainda a EPE. Esta energia é usada em casos como aumento da crescimento da demanda acima do normal, baixa nos níveis de armazenamento de água nos reservatórios das hidrelétricas ou outros casos imprevistos.

O principal adversário do Ceará é o Rio Grande do Norte. Foram habilitados 115 projetos eólicos do estado vizinho para o leilão de A-3 e 110 para leilão de reserva, ambos acima do Ceará. Os estados lideram no leilão o número de projetos eólicos.

De acordo ainda com a EPE, participam do leilão de reserva 316 projetos eólicos. Já no leilão de A-3 são 316 empreendimentos.

Biomassa

Ontem houve parte do leilão de energia de reserva, para usinas de biomassa. De acordo com a Aneel, foram contratados oito projetos.

Os projetos contratados ontem são originários do Sudeste e do Centro-Oeste.

E MAIS

O Rio Grande do Norte tem mais projetos concorrendo e, também, mais potência energética em relação ao Ceará.

De acordo com informações da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o Rio Grande do Norte concorre com 3.224 MW no leilão de energia de reserva, contra 2.180 MW do Ceará.

Já no leilão de A-3 o Rio Grande do Norte concorre com 3.353 MW, contra 2.077 MW do Ceará.

O Ceará, por sua vez, é líder nacional atualmente em geração de energia eólica, com 476.934 kW instalados em 16 parques. O Rio Grande do Sul é o segundo colocado, com 150mil kW instalados em três parques.

Diego Lage

26/08/2010 02:00

Jornal O Povo










Nenhum comentário: