quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Cientistas encontram fóssil de baleia que era 'monstro do mar'


Criatura que viveu há 12 milhões de anos tinha 17 metros de comprimento.

A Leviathan melvillei, em concepção artística
(crédito: C. Letenneur / MNHN - Nature)Pesquisadores descobriram o fóssil de uma baleia antiga com dentes enormes.

Escrevendo na revista especializada "Nature", os cientistas chamaram a criatura, que viveu há 12 milhões de anos, de "Leviatã".

Acredita-se que a baleia tinha mais de 17 metros de comprimento, e que pode ter travado intensas batalhas com outras criaturas gigantes que viviam no mar durante o período.

A Leviatã era bastante parecida com a baleia cachalote moderna em termos de tamanho e aparência.

Mas é aí que termina a semelhança.

Enquanto a baleia cachalote é um animal relativamente passivo, que engole lulas do fundo do mar, a Leviatã era uma agressiva predadora.

‘Monstro do mar’

De acordo com Christian de Muizon, diretor do Museu de História Natural de Paris, a Leviatã poderia ter caçado e comido grandes criaturas marinhas como golfinhos, focas e até mesmo outras baleias. “Era um tipo de monstro do mar”, disse.

“E é interessante notar que ao mesmo tempo nas mesmas águas havia outro monstro, que era um tubarão gigante de cerca de 15 metros de comprimento. É possível que eles tenham lutado.”

Os pesquisadores especulam que a Leviatã podia caçar presas grandes, de até 8 metros. A baleia capturava outros animais com sua enorme mandíbula e os destruía rapidamente com seus grandes dentes.

Um fóssil do crânio da baleia,de 3 metros de comprimento, foi descoberto por pesquisadores no sul do Peru, em 2008. Um pupilo de Muizon, Olivier Lambert, estava no grupo.

“Era o último dia da nossa viagem de campo quando um dos nossos colegas veio e disse que achava ter encontrado algo muito interessante”, disse Lambert.

“Nós imediatamente vimos que era uma baleia muito grande e quando olhamos de perto vimos que era uma baleia cachalote gigante com dentes gigantes.”

Dentes
Os dentes eram mais do que duas vezes maiores em comprimento e diâmetro do que os encontrados em baleias cachalote modernas e estavam localizados na arcada inferior e também na superior.

As baleias cachalote modernas têm dentes apenas em sua arcada inferior.

A descoberta do crânio significa que a Leviathan não é apenas um mito.

Os pesquisadores não sabem as razões que levaram à extinção da Leviatã. Eles especulam que possíveis mudanças ambientais podem ter obrigado a criatura a mudar seus hábitos alimentares.

Isso pode ter levado ao surgimento das baleias cachalote, muito mais gentis, com o nicho carnívoro sendo preenchido por baleias mais agressivas como as orcas quando as condições voltaram a mudar.

Os autores do artigo publicado na "Nature" são todos especialistas em baleias e fãs do clássico da literatura americana Moby Dick, que relata a história de uma feroz baleia cachalote branca.
Eles batizaram a criatura com o nome científico de Leviathan melvillei, em homenagem ao autor do livro, Herman Melville.

Nenhum comentário: