quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Amostra de algumas fotos do Eclípse total da lua ontem dia 21 de dezembro


Na madrugada do dia 21 de dezembro, ocorreu um eclipse total da Lua. Ele foi visível nas três américas, Oceano Pacífico, oeste e norte da Europa e leste da Oceania e da Ásia.

No Rio Grande do Sul só a metade deste evento poderia ser apreciada, pois a Lua se porá logo depois da metade do eclipse, durante a totalidade.

Essa etapa, a mais atraente, terá a influência das luzes do amanhecer no Brasil, e a Lua situada próxima do horizonte. É um evento astronômico visível a olho nu facilmente, binóculos ou telescópios também foram utilizados, por profissionais e amadores.

Eclipses lunares ocorrem quando Sol, Terra e Lua se alinham e o satélite natural percorre a sombra gerada por nosso planeta. Entretanto, a Terra não barra completamente a passagens dos raios --alguns, ao passarem pela atmosfera terrestre, sofrem desvio e atingem a superfície lunar. É isso que faz com que a Lua adquira o tom avermelhado.

21 de dezembro de 2010

É o segundo Eclipse Lunar de 2010. O diferencial é que o eclipse ocorrerá no dia do solstício de verão.

Na postagem anterior, foi mostrado o processo de como se dá um Eclípse em sua totalidade, quando envolve o sol a lua e a terra.

Hoje apenas estou mostrando fotografias do Eclipse em diversos pontos da Terra.
As próximas quatro fotografias, foram fotografadas por mim, na madrugada e na hora do Eclipse. Como a câmera é simples, as fotos não ficaram tão boas. Somente consegui essas fotos pois o tempo fcou nublado com núvens esparsas e nevoeiro que trazia respingos de chuvas, cobriram a lua. Thalyta minha filha, viu pela primeira vez um Eclipse que ainda ia demorar pra chegar ao término.
Fotografei de dentro do muro, entre as plantas do jardim, pois lá fora estava uma madrugada deserta e perigosa.

Foto-1-Mazé Silva

Foto-2-Mazé Silva

Foto-3-Mzé Silva


Foto-4-Mazé Silva


2 comentários:

Bottary disse...

Ola! Amiga Mazé,

Deve ser algo emocionante fazer estas fotografias como se fosse um Galileu Galilei, não é mesmo, sá?

Certa feita, também pensei um dia fazer Geografia, mas faltou-me incentivo para tanto. Acabei fazendo mesmo mecânica, mas creia-me, eu já lhe disse isto, fico emocionado e fascinado pelas coisas do Universo e o Elo me tem trazido muitas informações que agregam-me valores indescritíveis.

Ficou belo e bem informativo o seu post.

Abraços!

Mazé Silva disse...

OLá meu querido amigo!

Você não poderia imaginar a minha emoção ao fazer essas fotografias de uma parte do Eclípse.

A Thalyta que é difícil acordar, chameia-a na madrugada e ela ficou altamente curiosa, pois ela nunca tinha observado tal fenômeno.

Se ficas fascinado Bottary imagino se tu registrasse esse acontecimento!

São mistérios que cada dia mais o homem está a descobrir.

Obrigada por prestigiar o post!

Beijos da amiga.

Mazé Silva