terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Eclipse Total da Lua na madrugada de 21 de dezembro de 2010

Céu limpo, sem nuvens, depois da chuva da tarde de ontem

Ontem, 20 de dezembro, a Lua nasceu linda, enorme, amarela, prometendo eclipse dos bons!
Agora, já na madrugada, estamos aqui aguardando a Lua mergulhar no cone de penumbra (3h29min) e depois na umbra terrestre (4h32min). Que venha o eclipse!

Totalidade do eclipse lunar de 3 de março de 2007

Nessa madrugada (21/dezembro), com início às 2h29min (horário de Brasília) e com a totalidade próxima ao amanhecer, acontece um eclipse lunar total que poderá ser visto em todo o território nacional.

- O que são eclipses?

Como você sabe, a Lua orbita a Terra que por sua vez orbita o Sol. Sendo assim, podem acontecer situações em que estes três astros ficam alinhados, condição fundamental para que ocorram os eclipses.

Quando a Lua fica entre o Sol e a Terra, acontece o eclipse solar. A sombra da Lua é projetada sobre a superfície da Terra. E quem tiver a sorte de estar num ponto que será varrido pela pequena sombra da Lua verá o Sol coberto pelo nosso satélite, situação em que o dia vira noite.

Quem estiver num ponto da Terra varrido pela penumbra da Lua, maior do que a sombra, verá um eclipse parcial e com apenas uma parte do disco solar coberto pela Lua.



Quando a Terra fica entre o Sol e a Lua, acontece um eclipse lunar. A Lua atravessa os cones de sombra e de penumbra da Terra. Na penumbra a Lua fica menos brilhante, pois recebe menos luz do Sol. Na sombra (ou umbra) a Lua mergulha numa quase escuridão e deveria literalmente desaparecer


Mas aí entra um curioso "capricho" da natureza: a fina atmosfera da Terra refrata e desvia luz vermelha e alaranjada para dentro do cone de sombra, como mostra a figura abaixo. As demais cores sofrem maior desvio e chocam-se com o planeta não conseguindo chegar à Lua.


Sendo assim, em vez de sumir dentro da escuridão da sombra, a Lua mergulha num cone de tênue luz vermelho-alaranjada e fica temporariamente tingida com "cor de tijolo", como na foto que ilustra este post e que fiz no belíssimo eclipse lunar total de março de 2007. A refração da luz na atmosfera terrestre torna os eclipses lunares ainda mais belos!

Partículas em suspensão na atmosfera podem alterar o tom vermelho-alaranjado. Por isso os eclipses lunares nunca são iguais. Como tivemos intensas atividades vulcânicas neste ano, o show da Lua laranja promete ser bem bacana com um tom vermelho-alaranjado bem característico e forte!

- Por que eclipses são raros?

Como a Lua demora quase 28 dias para dar uma volta na Terra, se as órbitas da Terra (ao redor do Sol) e da Lua (ao redor da Terra) estivessem no mesmo plano, teríamos eclipses solares e lunares alternados e a cada 14 dias aproximadamente. No entanto, como os planos orbitais não coincidem (há uma inclinação relativa de 5,2 graus), o alinhamento dos três astros é raro, tornando os eclipses eventos igualmente raros.

Só acontecem eclipses quando os três astros (Sol, Terra e Lua) encontram-se na linha dos nodos (veja a figura logo abaixo), linha de intersecção dos planos orbitais.



- Como acompanhar o eclipse da próxima madrugada ?

Encontrar a Lua no céu não tem erro, todo mundo consegue com muita facilidade. Por isso, acompanhar eclipses lunares é muito fácil e não tem nenhum segredo bem como nenhum risco para os olhos.

Não é necessário nenhum instrumento especial. Um binóculo ou uma pequena luneta podem ajudar. Mas bastam os olhos para seguirmos a Lua e irmos percebendo a evolução temporal do fenômeno desde quando nosso satélite entra no cone de penumbra da Terra e vai gradativamente perdendo o brilho até quando mergulha de vez na sombra (umbra) e vai ganhando aos poucos a esperada "cor de tijolo".

A figura abaixo mostra as diversas etapas do eclipse lunar. Logo abaixo dela você tem os horários de início de cada etapa para seguir o eclipse.


•P1-Entrada da Lua no cone de penumbra da Terra: 3h29min
•U1-Entrada da Lua no cone de umbra da Terra: 4h32min
•U2-Início do eclipse total (Lua inteira dentro do cone de umbra da Terra): 5h40min
•U3-Fim do eclipse total (Lua começa a sair de cone de umbra da Terra): 6h53min
•U4-Saída da Lua do cone de umbra da Terra: 8h01min
•P4-Saída da Lua do cone de penumbra da Terra: 9h04min

Os tempos acima estão todos no horário de Brasília já levando em conta o horário de verão.

Aqui no Brasil poderemos acompanhar o eclipse até a sua totalidade. Em seguida, o Sol entra em cena, o dia clareia, e ofusca a nossa visão do espetáculo que continua só para regiões do planeta onde ainda for noite. Para nós brasileiros o espetáculo termina com o amanhecer do dia.
.

Nenhum comentário: