sábado, 26 de março de 2011

A Hora do Planeta - 2011




                                                                                                                  
Por Mazé Silva
Portal Splish Splash


Já faz quatro anos, que o mundo aderiu a uma campanha em prol da preservação do Planeta, que nomeou-se de " A Hora do Planeta".


Este ano está sendo realizado no dia de hoje, 26/03/2011 em todo mundo civilizado, esse ato simbólico provido em todo planeta terra, organizado pela ONG WWF, em uma demonstração e preocupação com o aquecimento global, que todos nós sabemos que está agravando-se ainda mais à medida que o mundo torna-se mais industrializado e mais desenvolvido.

 

quinta-feira, 24 de março de 2011

Google presta homenagem ao ilusionista Harry Houdini pelo 134º aniversário








Por Mazé Silva
Portal Splish Splash


Ao entrar na internet nesta noite de quarta-feira, observei que a página inicial  do Google, estava diferente, com o nome ilustrado de cores não comuns e do lado a foto de um senhor bem vestido com roupas que identificava o desempenho de alguma atividade que não erá-me desconhecida.

Além do mais ele estava algemado e preso por correntes e abaixo do nome Google aparecia uma corrente e um cadeado que tinha sido quebrado a propósito. Ao clicar sobre a foto, aparecia uma frase que dizia o seguinte:

quarta-feira, 23 de março de 2011

Após seis anos, Messenger entra na órbita de Mercúrio

Messenger: sonda percorreu 7,9 bilhões de quilômetros para chegar ao planeta Mercúrio (Nasa)


É a primeira nave a circundar o planeta mais próximo do Sol

Depois mais de seis anos de viagem, a sonda Messenger entrou na órbita de Mercúrio nesta quinta-feira, às 23 horas, após uma manobra de 14 minutos que lhe permitiu reduzir a velocidade e fixar a trajetória.

É a primeira nave a orbitar o planeta mais próximo do Sol, como parte de um estudo sem precedentes, conforme divulgou a Nasa, a agência espacial americana.

De acordo com a Nasa, a manobra coloca a Messenger em uma órbita de 12 horas sobre o planeta a uma altitude mínima de 200 quilômetros. Estará a 46,14 milhões de quilômetros do Sol e a 155,06 milhões de quilômetros da Terra.

A nave está equipada com nove instrumentos científicos. Entre seus objetivos, estão: mapear o planeta, determinar sua composição e sondar sua evolução geológica.

Com o sucesso da Messenger, pela primeira vez todos os planetas rochosos do Sistema Solar - além da própria estrela - estão sob o monitoramento constante de satélites (Mercúrio, Vênus e Marte) e mesmo jipes-robôs (Marte).

A Messenger é sucessora da Mariner 10, única sonda que já havia se aproximado de Mercúrio, nos anos 70. A Mariner foi programada para fazer três passagens pelo planeta - mas fez as três pelo mesmo lado, e por isso mais da metade de Mercúrio nunca foi observada. É a missão que a Messenger começa agora cumprir.

Dia Mundial da "Agua" - pensar e refletir sobre a preservação desse bem precioso para a humanidade

Frases para Orkut




Por Mazé Silva                                                                                                                                                                                                                                                                           
Elo Geográfico



O dia Mundial da Água, foi criado como uma alerta, um dia chave ou "D", para que nos alertemos para os riscos que a humanidade corre com o uso indevido da água.


A ideia de celebrar o Dia Internacional da Água surgiu em 1992, durante a Conferência de Ambiente e Desenvolvimento das Nações Unidas no Rio de Janeiro, Brasil.


Desde então, neste dia tem-se chamado à atenção global para a importância da preservação e economia da água.


Sendo o bem mais precioso da humanidade, cabe a cada um de nós tomarmos consciência e procurar por em pratica o Estatuto da àgua criado pela ONU, onde estabelece as regras ou normas a ser seguida para que o Planeta não entre em colápso em relação a existência da água, que antes não imaginávamos que um dia pudéssemos ficar sem ela, se o homem não cuidar bem do Planeta e não usar adequadamente esse líquido indispensável para a vida dos seres vivos aqui na terra.


A ONU também elaborou um documento intitulado "Declaração Universal dos Direitos da Água", que trata desse líquido como a seiva do nosso planeta.

O nosso planeta como sabemos é composto de 3/4 de água, que são formados pelos oceanos, rios, lagos, mares, lagoas e uma parte que forma o lençol frático, que são as águas subterrâneas; apenas 1/4 é formado de terra que são os continentes e ilhas.


Diante de tamanha exuberância e riqueza do H2O( que são dois átomos de Hidrogênio e um átomo de Oxigênio onde forma a molécula da água, temos que ficar em alerta, pois o consumo é tão intenso pela humanidade e usada de forma desmedida que corremos o risco de ficarmos sem água potável.

Nosso planeta tem cerca de dois terços só de água. Pela lógica, parece haver água sobrando para a população, não é? Parece um absurdo falar em crise da água?


Vamos aos fatos: 97% da água do planeta são água do mar, imprópria para ser bebida ou aproveitada em processos industriais; 1,75% é gelo; 1,24% está em rios subterrâneos, escondidos no interior do planeta. Para o consumo de mais de seis bilhões de pessoas está disponível apenas 0,007% do total de água da Terra.


Se formos refletir sobre os dados apresentados, podemos ver que a água própria para o consumo é uma quantidade mínima em relação a quantidade de água que possui o planta Terra, que por existir essa imensidão de água que chamamos de Planeta Água.


Devemos atentar para a grande importância que esse líquido precioso tem para os habitantes do planeta, seja vegetal, animal e o ser humano.


O Dia Mundial da Água é uma oportunidade única para chamar a atenção e para criar uma dinâmica que envolva os governos, a comunidade internacional, a sociedade civil e os indivíduos para melhorar a gestão dos recursos hídricos.


É neste contexto que o tema do Dia Mundial da Água 2011 se insere.


Esta campanha global almeja a promoção de esforços no sentido de aumentar a atenção e a participação no desafio de manter e melhorar os serviços de distribuição de água e saneamento no contexto da rápida urbanização.


Há mais de 1 bilião de pessoas que não têm acesso à água potável.

No dia 22 de março haverá eventos em vários países e este tema éuma boa oportunidade para se discutir o uso racional da água.


Devemos tirar uma lição da declaração dos direitos da Água, para que saibamos utilizá-la, pois a intensidade e diversificação do uso da água é muito grande. A população aumenta a cada dia, o desenvolvimento e urbanização das cidades, contribui também para o aumento do consumo.


Se cada um utilizar a sua consciência e não disperdiçar nenhuma gota de água, podemos ter o nosso Planeta, livre de sofrer essas mudanças evitando a escassês de água e preservando a nossa vida, a Ecologia e afinal a existência de nosso planeta Terra livre de ficar sem possibilidade de haver vida por mais milhares e bilhares de anos.


"Por mais pequena que seja as nossas ações, lembre-se: Uma gota d'agua tambem eleva o nivel do oceano".


Italo

sexta-feira, 18 de março de 2011

Museu Nacional anuncia descoberta do maior dinossauro carnívoro do Brasil


RIO - A divulgação de quatro trabalhos paleontológicos, na manhã desta quarta-feira, 16, dá a dimensão da diversidade da fauna brasileira no Cretáceo - entre 65 milhões e 145 milhões de anos atrás.

O Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) anunciou hoje (16) a descoberta do maior dinossauro carnívoro do Brasil. Batizada de Oxalaia quilombensis, a espécie faz parte do grupo de espinossaurídeos, dinossauros com crânio alongado e espinhos que formam uma espécie de vela nas costas.


Acredita-se que o animal, que media entre 12 e 14 metros (do crânio à ponta da cauda) e pesava entre 5 e 7 toneladas, viveu há cerca de 95 milhões de anos, no litoral do Maranhão. Antes da descoberta do Oxalaia quilombensis, o maior dinossauro carnívoro brasileiro era o Pycnonemosaurus, que media 9 metros.


Segundo a pesquisadora Elaine Machado, do Museu Nacional, a espécie foi identificada a partir de um conjunto de fósseis, com partes do maxilar e dentes do dinossauro, encontrado em 1999 na Ilha do Cajual, no Maranhão. A identificação da espécie e a divulgação da descoberta, no entanto, demorou 12 anos.


“Ele era o réptil dominante da Ilha do Cajual. E esse é um grupo de dinossauros que desperta grande interesse não só aqui no Brasil quanto lá fora, porque tem características diferentes de outros dinossauros carnívoros. E, por ter sido uma das estrelas do filme Jurassic Park, ele chama muita atenção”, disse.



O dinossauro brasileiro também é considerado o segundo maior espinossaurídeo do mundo, ficando atrás apenas do Spinosaurus aegyptiacus, identificado em 1915, no Egito.


Duas espécies de espinossaurídeos já haviam sido descobertas no Brasil, na Bacia do Araripe: Irritator challengeri e Angaturama limai. O nome Oxalaia é uma homenagem à divindade africana Oxalá e quilombensis se remete ao fato de que a Ilha do Cajual já foi um quilombo, onde viveram descendentes de escravos.


Também foram anunciadas hoje, na Academia Brasileira de Ciências, mais três descobertas paleontológicas brasileiras. Entre elas está uma nova espécie de crocodiloformo (antepassado dos crocodilos) de 80 milhões de anos, chamado de Pepesuchus deisae. O crânio do réptil foi encontrado na Bacia Bauru, em São Paulo.


Outra descoberta foi o fóssil, de 7 milímetros, de um maxilar com sete dentes de um lagarto pré-histórico, ocorrida em Presidente Prudente, em São Paulo. A espécie batizada de Brasiliguana prudentis, que media de 15 a 20 centímetros, viveu entre 70 milhões e 80 milhões de anos atrás.


Também foi anunciada a descoberta de penas fósseis de dinossauros de 115 milhões de anos, na Bacia do Araripe.

uol.com.br
16-03-2011

terça-feira, 15 de março de 2011

Cientistas dos EUA querem usar lasers para limpar o lixo espacial

 Laser de baixa potência seria usado para desacelerar objetos para que eles
reentrem na atmosfera de forma segura



O “lixeiro” seria instalado na Terra

No fim do ano passado, os russos divulgaram um plano para resolver o problema do lixo espacial, cada vez mais crescente e preocupante –. Agora, em um déjà-vu que nos lembra os tempos da corrida espacial, é a vez dos EUA anunciarem sua solução.

Diferentemente dos russos que confiariam em uma espécie de cápsula limpadora que seria enviada para o espaço exterior, os americanos preferem brincar de tiro ao alvo, usando o bom e velho laser.

James Mason, cientista da NASA, apresentou uma ideia que pode ser um pouco mais barata do que os US$ 2 bi necessários para colocar o plano dos russos em prática.

A ideia é disparar lasers contra os objetos para que eles reduzam sua velocidade a ponto de reentrar na atmosfera, caindo em um lugar seguro.


Isso não é necessariamente uma novidade. A Força Aérea dos EUA já haviam cogitado a solução mas ela não foi adiante pelo temor de que um laser potente o suficiente para abater um objeto no espaço poderia ser mal visto por outras nações.

Mas Mason e sua equipe afirmam que é possível usar um sistema de baixa potência para fazer o trabalho. Segundo o estudo um laser de 5KW seria suficiente, contanto que ele fosse disparado por uma hora por ou duas durante alguns dias.

O custo da operação, segundo o estudo, ficaria na casa de US$ 1 mi.

O problema com o lixo espacial começa quando o número de satélites – operantes e inoperantes – supera o número de objetos que caem na atmosfera.

A superpopulação de objetos orbitando o planeta pode causar colisões, reduzindo os objetos a pedaços menores e criando um efeito cascata que poderia causar muito estrado na Terra.

Até janeiro de 2009 isso era apenas uma teoria catastrofista. Naquele ano, os satélites Cosmos 2251 e o Iridium 33 se chocaram e cientistas passaram a tratar a ameaça como algo mais urgente.

15/3/2011










segunda-feira, 14 de março de 2011

A Natureza se rebela de forma catastrófica contra alguns países do mundo




          Por Mazé Silva
          Elo Geográfico


Não sabemos até que ponto o mundo vai suportar tamanhas aflições causada pela ação de movimentos internos do interior da terra. Em muitos países, a população já vive na expectativa de que poderá vir o inesperado e indesejado transtornos.

Um desses países castigados pela ação e reação da natureza, que através de sua formação geológica, veio à tona de forma destruidora, pondo os elementos que formam a estrutura geológica, ao entrar em atritos e atingir em determinadas épocas, vários países, como hoje estou falando da catástrofe do Japão.

Sacudidos por esses tipo de abalos sísmicos que de forma inesperada assola um país e dependendo da intensidade de sua magnitude, são capazes de destruir estruturas físicas da cidade e dizimando um grande número de pessoas, que naquele instante da tragédia, não pensaria que tal ação
dramática fosse ocorrer.

A população japonesa, na certa ainda lembrava com grande pesar os nossos irmãos que morreram no Haiti vítimas de um intenso terremoto e ainda estava na lembrança o Tsunami na Ásia, uma grande tragédia em 2004.


Desta vez, a mãe natureza, abateu o Japão com o maior terremoto da história do país. Além dessa tragédia, o Japão, foi assolado por um forte Tsunami com conseqüência drásticas, onde grande parte da população foi atingida e muitos sem retorno de vida.

Como esse terremoto atingiu 8.9 graus na escala Richter, e como ultrapassou os 7 graus, foi a causa de ter ocorrido o Tsunami. O Maremoto acontece dependendo da intensidade do tremor medida na escala Richter, que foi possibilidade por essa alteração na magnitude.

O país está destruído, mas o povo japonês é muito forte, de muita fibra e sempre tiveram forças para vencer obstáculos e com certeza superará esses momentos de clamor, calamidade, onde que o número de Mortos aumenta a cada instante.

O Japão como um país exemplar, quanto à tecnologia, uma das maiores economias do planeta e eles têm projetos disciplinares para enfrentar o futuro e com treinamentos implementaram sistemas de alertas, para que possa salvar milhares de vida.

O Japão já foi sofrido em outras épocas, não só por terremotos, mas pela bomba atômica, que durante a segunda grande Guerra Mundial, os EUA destruiu as cidades Japonesas Hiroshima e Nagasaki.

Após a guerra, o Japão ficou pobre, mas com otimismo reergueu-se e hoje possui uma das melhores tecnologias do planeta e um dos mais ricos e industrializados paises do mundo.

Com certeza os japoneses com seu espírito de luta, irão superar todos os obstáculos, não só a parte física, mas as perdas humanas, em que famílias perderam seus entes queridos, estão sentindo-se fragilizados, emocionalmente, psicologicamente e essa dor é irreparável, pois não tem volta.

Mesmo diante de um país como o Japão que entre poucos do mundo é o mais preparado para enfrentar esse tipo de catástrofe, não teve como impedir a situação avassaladora, pois já é bastante visto que através da Geologia, que as Placas Tectônicas ao entrar em atrito provocam esses desastres naturais e o Japão situa-se no Anel de Fogo do Pacífico, que 20% dos terremotos que acontecem no mundo, de magnitude superior a 6° graus na Escala Richter, atingem o Japão.

Vamos pedir a Deus que eles consigam superar todos os problemas gerados por este desastre natural e que sabemos que não é e não foi tão fácil.

O nosso abraço de solidariedade para os japoneses e outros povos que estejam passando por situações de calamidade, seja no Brasil ou em qualquer lugar do planeta. Que Deus abençoe a todos!



Japão sofre a maior catástrofe natural da história com Terremoto e Tsunami juntos




Tremor no Japão forma redemoinho no mar




quinta-feira, 10 de março de 2011

Quarta-feira de Cinzas

'Lembra-te que do pó viestes e ao pó, hás de retornar'


A Quarta-feira de Cinzas na Igreja é um momento especial porque nos introduz precisamente no mistério quaresmal.

Uma das frases – no momentio da imposição das cinzas – serve de lembrete para nós: 'Lembra-te que do pó viestes e ao pó, hás de retornar.'

A cinza quer demonstrar justamente isso; viemos do pó, viemos da cinza e voltaremos para lá, mas, precisamos estar com os nossos corações preparados, com a nossa alma preparada para Deus.

A Quarta-feira de Cinzas leva-nos a visualizar a Quaresma, exatamente para que busquemos a conversão, busquemos o Senhor. A liturgia do tempo quaresmal mostra-nos a esmola, a oração e o jejum como o princípios da Quaresma.

A própria Quarta-feira de Cinzas nos coloca dentro do mistério. É um tempo de muita conversão, de muita oração, de arrependimento, um tempo de voltarmos para Deus.

Eu gosto muito de um texto do livro das Crônicas que diz: “Se meu povo, sobre o qual foi invocado o meu nome, se humilhar, se procurar minha face para orar, se renunciar ao seu mau procedimento, escutarei do alto dos céus e sanarei sua terra” (II Cr 7, 14).



A Quaresma é tempo conversão, tempo de silêncio, de penitência, de jejum e de oração.


Eu, padre Roger, pergunto para Deus: “Senhor, que queres que eu faça”? - mesma pergunta de São Francisco diante do crucifixo. Mas, geralmente, a minha penitência é ofertar algo de que eu gosto muito para Deus neste tempo quaresmal.

Você, que fuma, por exemplo, deixe de fazê-lo na Quaresma. Tenho certeza de que após esse tempo quaresmal Deus o libertará do vício do cigarro. Você, que bebe, não beba, permitindo que o próprio Deus o leve à conversão pela penitência que você está fazendo.

Talvez você precise fazer penitência da língua, da fofoca. Escolha uma coisa concreta e não algo que, de tão abstrato, não vai levá-lo a nada.

Faça penitência de novela, você que as assiste. Tem de ser algo que o leve à conversão. O Espírito Santo o levará à penitência que você precisa fazer nesta Quaresma.

Padre Roger Luis

cançaonova.com



 POLÊMICO EDITORIAL
 
 

sábado, 5 de março de 2011

Discovery decola para última missão no espaço

Imagem: Bruce Weaver/AFP Photo


O ônibus espacial Discovery iniciou nesta quinta-feira sua última missão, partindo rumo à Estação Espacial Internacional (ISS) com seis astronautas a bordo, após mais de três meses de contratempos.

A mais antiga das naves da frota espacial americana alcançou a órbita terrestre oito minutos e meio após seu lançamento, indicou a Nasa. Pouco antes, o tanque externo se desprendeu do ônibus espacial para cair na atmosfera, onde deveria se desintegrar.

O Discovery decolou do Centro Espacial Kennedy, em Cabo Cañaveral (Flórida), às 21H00 GMT (18H00 Brasília), para uma missão de 11 dias na ISS.

A missão é integrada pelo comandante Steven Lindsey, pelo piloto Eric Boe e pelos astronautas Alvin Drew, Michael Barratt, Steve Bowen e Nicole Stott.

A operação tem por objetivo levar peças de reposição e instalar um novo módulo na estação espacial orbital.

O "Módulo permanente multipropósito" proverá espaço para armazenamento extra e para realizar experimentos espaciais.

O Discovery também levará o "Robonauta 2", criado de forma conjunta pela Nasa e General Motors e que se tornará um residente permanente da ISS após a volta do Discovery.


Os astronautas primeiro testarão como o robô funciona na ausência de gravidade, antes de analisar como as atualizações podem ir preparando o robô até torná-lo um eficiente assistente espacial.

O Discovery voltará à Terra no dia 7 de março, e se tornará a nave espacial que terá feito mais voos na história da navegação espacial, disse a Nasa.

O lançamento foi fixado iniciamente para novembro de 2010, mas algumas fissuras encontradas no tanque de combustível externo que apareceram pouco antes da decolagem forçaram o adiamento da missão.

Quando concluir este voo histórico, o Discovery será o primeiro ônibus espacial a ser aposentado do programa espacial americano, o que deixará um grande vazio nas missões dos EUA.

O Discovery, que quando voltar passará a ser uma peça de museu, foi lançado pela primeira vez em 1984. Os outros dois ônibus espaciais da frota americana, Atlantis e Endeavour, farão seu último voo também neste ano.

Quando o programa americano de ônibus espaciais chegar ao fim, neste ano, o programa de cápsulas espaciais Soyuz, da Rússia, será o único meio de transporte que os astronautas terão para ir e vir da ISS.

O Endeavor fará sua última missão no dia 19 de abril e o Atlantis no dia 28 de junho.

Da AFP Paris

25/02/2011


Ciclone deixa rastro de destruição na Austrália


O ciclone tropical Yasi deixou um rastro de destruição no Estado de Queensland, nordeste da Austrália.


Pior ciclone a atingir a região em um século, o Yasi chegou à Austrália com ventos de até 300 km/h, o que o colocou na categoria cinco, a máxima na escala Saffir-Simpson, que mede a intensidade desses fenômenos.


Ventos de até 300 km/h atingiram a costa de Queensland
O Yasi arrastou dezenas de barcos e iates, destruiu plantações e derrubou redes de transmissão de energia.


Mais de 170 mil casas ficaram sem luz.

Apesar do grande prejuízo, nenhuma morte foi registrada.


Segundo as autoridades australianas, o bom planejamento e os alertas à população ajudaram a evitar que as perdas fossem ainda maiores.


Ventos de até 300 km/h atingiram a costa de Queensland BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.


Vídeo - Ciclone Yasi passa pela Austrália sem fazer vítimas