segunda-feira, 14 de março de 2011

A Natureza se rebela de forma catastrófica contra alguns países do mundo




          Por Mazé Silva
          Elo Geográfico


Não sabemos até que ponto o mundo vai suportar tamanhas aflições causada pela ação de movimentos internos do interior da terra. Em muitos países, a população já vive na expectativa de que poderá vir o inesperado e indesejado transtornos.

Um desses países castigados pela ação e reação da natureza, que através de sua formação geológica, veio à tona de forma destruidora, pondo os elementos que formam a estrutura geológica, ao entrar em atritos e atingir em determinadas épocas, vários países, como hoje estou falando da catástrofe do Japão.

Sacudidos por esses tipo de abalos sísmicos que de forma inesperada assola um país e dependendo da intensidade de sua magnitude, são capazes de destruir estruturas físicas da cidade e dizimando um grande número de pessoas, que naquele instante da tragédia, não pensaria que tal ação
dramática fosse ocorrer.

A população japonesa, na certa ainda lembrava com grande pesar os nossos irmãos que morreram no Haiti vítimas de um intenso terremoto e ainda estava na lembrança o Tsunami na Ásia, uma grande tragédia em 2004.


Desta vez, a mãe natureza, abateu o Japão com o maior terremoto da história do país. Além dessa tragédia, o Japão, foi assolado por um forte Tsunami com conseqüência drásticas, onde grande parte da população foi atingida e muitos sem retorno de vida.

Como esse terremoto atingiu 8.9 graus na escala Richter, e como ultrapassou os 7 graus, foi a causa de ter ocorrido o Tsunami. O Maremoto acontece dependendo da intensidade do tremor medida na escala Richter, que foi possibilidade por essa alteração na magnitude.

O país está destruído, mas o povo japonês é muito forte, de muita fibra e sempre tiveram forças para vencer obstáculos e com certeza superará esses momentos de clamor, calamidade, onde que o número de Mortos aumenta a cada instante.

O Japão como um país exemplar, quanto à tecnologia, uma das maiores economias do planeta e eles têm projetos disciplinares para enfrentar o futuro e com treinamentos implementaram sistemas de alertas, para que possa salvar milhares de vida.

O Japão já foi sofrido em outras épocas, não só por terremotos, mas pela bomba atômica, que durante a segunda grande Guerra Mundial, os EUA destruiu as cidades Japonesas Hiroshima e Nagasaki.

Após a guerra, o Japão ficou pobre, mas com otimismo reergueu-se e hoje possui uma das melhores tecnologias do planeta e um dos mais ricos e industrializados paises do mundo.

Com certeza os japoneses com seu espírito de luta, irão superar todos os obstáculos, não só a parte física, mas as perdas humanas, em que famílias perderam seus entes queridos, estão sentindo-se fragilizados, emocionalmente, psicologicamente e essa dor é irreparável, pois não tem volta.

Mesmo diante de um país como o Japão que entre poucos do mundo é o mais preparado para enfrentar esse tipo de catástrofe, não teve como impedir a situação avassaladora, pois já é bastante visto que através da Geologia, que as Placas Tectônicas ao entrar em atrito provocam esses desastres naturais e o Japão situa-se no Anel de Fogo do Pacífico, que 20% dos terremotos que acontecem no mundo, de magnitude superior a 6° graus na Escala Richter, atingem o Japão.

Vamos pedir a Deus que eles consigam superar todos os problemas gerados por este desastre natural e que sabemos que não é e não foi tão fácil.

O nosso abraço de solidariedade para os japoneses e outros povos que estejam passando por situações de calamidade, seja no Brasil ou em qualquer lugar do planeta. Que Deus abençoe a todos!



Japão sofre a maior catástrofe natural da história com Terremoto e Tsunami juntos




Tremor no Japão forma redemoinho no mar




2 comentários:

Eneide disse...

Oi Mazé! Neste último dias o quedá é a historia dascatástrofes. É emocionante ver aquela cena. Como precisamos estar preparados para esses momentos. graçasa Deus que deste tipo estamos quase livres de passar. Uma destruiçao total de cidades, outras sem condições de vidas saudáveis. É a revolução da natureza.

Mazé Silva disse...

Oi, Eneide!

Foi muito dramático mesmo tudo aquilo. Morar em um lugar sujeito a acontecer de vez em quando catástrofes naturais como esta é preocupante para a população.

Ainda bem que não estamos situados em locais onde a estrutura geológica encontra-se mais acomodada sem perigos para abalos sísmicos de tamanha grandeza.

Um grande beijo!

Mazé Silva