terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Sentimento

Inocência






Por: Bottary
Elogeográfico

Um substantivo abstrato, todavia, concreto em suas realizações, sendo que, é o que se poderia dizer daquilo que experimentamos ao longo de nossas vidas terrenas.

Ainda que outros nos façam sentir no imo do ser, uma vibração em termos de elevação d’alma ou não, outros elevam-nos às nuvens, como que deixando-nos a “poucos metros de distância“, para “adentrarmos as “portas do céu”, em vibrações de amor. Isto, dado a satisfação e o prazer que experimentamos nestas vibrações.

No entanto, nas de ódio; inveja; ciúmes e outros destes patamares, há uma perda de energias positivas em nosso campo mental, ou para quem assim possa nos entender, em nossa alma, ou em nossos pensamentos, o que não só liberamos toxinas orgânicas em nosso corpo, como também, adentrando em faixas vibratórias negativas, somos bombardeados pelos outros que lá se encontram, somando assim, mais força e coragem para fazermos tudo aquilo de que não desejaríamos fazer, tendo em vista que jamais alimentaríamos tal sentimento de vontade.

Este, por conseguinte, é um sentimento, a meu ver, um tanto quanto neutro, uma vez que em suas realizações podemos experimentá-lo, tanto para o positivo, quanto para o negativo.

Todavia, ao experimentarmos os sentimentos ditos sublimes, tais como: O Amor( externado a quem quer que seja, por exemplo a um artista, amigo ou amiga, irmão, pai, mãe, etc); a amizade (sobretudo aquelas que por forças das circunstâncias, são realizadas por intermédio da virtualidade), etc e tal, e todas referentes às sentimentalidades e as de caridosidades, não só o nosso corpo, tal como a mente, fortalecer-se-ão de satisfação e um prazer imenso, experimentando o que se poderia chamar de: O Bem da Vida!

O exercício é monstruoso, pois que somos flores que infelizmente ninguém se colocaria como sendo aquela que se poderia cheirar, mas que todos entendemos, consciente ou inconscientemente, que estaremos num lá tempo presente, elevando-nos ao cume daquela satisfação de termos, de uma forma ou de outra, praticado o Verdadeiro Amor ao Próximo.

Nota do Bottary:

Ao término disto, concluo que posso aproveitar o ensejo para externar minha satisfação, não obstante ainda proibido de fazê-lo, pela minha fisioterapeuta, de enviar este texto aos nobres amigos deste maravilhoso e eclético Blog. Ressalto que o mesmo foi feito, digo, inspirado ao sol nascente da bela Belo Horizonte, nos interiores da Sagrada Família, materializando os pensamentos-formas, acerca do tema inspirado.

De coração emocionado eu desejo à todos os amigos(as) do Elogeográfico,bem como àqueles que aqui adentrarem, um grandioso e virtual abraço!


Belo Horizonte, 24 de fevereiro de 2012



quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Quarta-feira de Cinzas – Queresma e a Campanha da Faternidade


Quaresma - Jesus no deserto


    Mazé Silva
 Elo Geográfico


Estamos vivendo o tempo da Quaresma, que tem início nesta Quarta-feira de Cinzas com celebrações por todos cristãos que vivenciam as comemorações da Igreja. Recebemos as cinzas em sinal de humildade e simplicidade, para chegarmos mais perto de Deus, para nos converter em Cristo Senhor, sabendo que o sentido deste gesto é de lembrar que um dia a vida termina neste mundo, "voltamos ao pó" que as cinzas lembram. Por causa do pecado, Deus disse a Adão: "És pó, e ao pó tu hás de tornar". (Gênesis 2, 19)

O período da Quaresma é aquele que antecede quarenta dias da maior festa cristã, que é a “Ressurreição de Jesus Cristo”, isto é até o sábado Santo. A Quaresma é tempo de conversão, de mudanças e poderemos nos sacrificar através de atos e atitudes voltadas para o bem, procurando cada um doar-se aos irmãos necessitados, fazendo uma doação, um gesto de amor, como visitar enfermos, asilos de idosos, os encarcerados que precisam de nossa força que buscamos espiritualmente para vivenciar na vida cotidiana. Já que não fazemos e nem tomamos essas atitudes durante o ano inteiro, vamos nos preparar para termos uma Páscoa verdadeiramente cristã, assim fortalecemos o nosso espírito para que possamos meditar e realizar os nossos desejos de amor ao próximo durante este período da Quaresma.

Quaresma é um tempo de "rever a vida" e abandonar o pecado (orgulho, vaidade, arrogância, prepotência, ganância, pornografia, sexismo, gula, ira, inveja, preguiça, mentira, etc.). Enfim, viver o que Jesus recomendou: "Vigiai e orai, porque o espírito é forte mas a carne é fraca.

Sacrifícios, poderemos fazer de diversas formas, dentro da nossa própria casa, fazendo abstinência seja de alimento seja jejuando, deixando de fazer algo que nos dar só prazer da carne e outros vícios, afinal de conta nós não vivemos apenas por instinto e sentidos, mas temos um espírito que é o mais importante, que se não agirmos só pelas intuições, não nos tornaremos filhos de Deus verdadeiramente. Vamos nos doar mais e nos sacrificar de coração aberto, com demonstração de amor, no intuito de agradar aos olhos do Senhor e a si mesmo. Fazendo algo de útil para a humanidade, como fazer o bem sem olhar a quem, orar pelos oprimidos, fazer a caridade que são atos que Deus quer que nós pratiquemos em nossas vidas.



A Campanha da Fraternidade, é sempre lançada pela CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), na Quarta-feira de Cinzas e estende-se durante todo período da Quaresma, que é o caminho que nos leva ao senhor que foi crucificado e ressuscitado.

Neste ano de 2012, a Campanha da Fraternidade terá como tema: “Fraternidade e Saúde Pública” e o lema “Que a saúde se difunda sobre a terra”, tirado do livro do Eclesiástico.

A CF-2012 tem como objetivo geral “refletir sobre a realidade da saúde no Brasil em vista de uma vida saudável, suscitando o espírito fraterno e comunitário das pessoas na atenção aos enfermos e mobiliza por melhoria no sistema público de saúde.

Realizada desde 1964, a Campanha da Fraternidade mobiliza todas as comunidades catóilcas do país e procura envolver outros segmentos da sociedade no debate do tema escolhido. São produzidos vários materiais para uso das comunidades com destaque para o texto-base, produzido por uma equipe de especialistas.

Na apresentação do texto-base, dom Leonardo, eplica que, com esta Campanha da Fraternidade, a Igreja quer sensibilizar as pessoas sobre a “dura realidade de irmãos e irmãs que não têm acesso à assistência de saúde pública condizente com suas necessidades e dignidade”.

-------------------------------------------------------------------------------------------

Texto redigido tendo como referência

CNBB

Vídeo - Quaresma tempo para amar



quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Comunidades protestam em defesa dos “Mangues” que poderão serem prejudicados com o novo “Código Florestal”

                                 Surfistas, artistas, canoeiros, pescadores e estudantes
      participaram da manifestação




    Mazé Silva
 Elo Geográfico

Enquanto a população brasileira luta através de manifesto em favor da preservação do Meio Ambiente e contra o novo Código Florestal, onde alguns políticos e os ex-ambientalistas aprovam as mudanças que virão trazer conseqüências desastrosas ao habitat, seja o litorâneo como os de áreas serranas que sofrem com catástrofes, como as que aconteceram no início do ano no Rio de Janeiro, muitas mortes por deslizamentos de terras da região de encostas íngremes. Isso quer dizer que esses parlamentares colocam-se do lado de quem cometeu crime ambiental, deixando de lado os interesses da população brasileira.

Vegetação típica dos Manguezais


As comunidades que vivem às margens ou nas regiões próximas aos manguezais, estão em alerta e preocupados com o que possa acontecer com essa vegetação nativa situada nas desembocaduras dos rios que são os mangues. O motivo é que com criação do novo Código Florestal que está pra ser votado no Senado desde o ano passado e caso mesmo seja aprovado, irá ocorrer inúmeros prejuízos para a natureza e para as comunidades que habitam essa região e que sobrevivem da pesca, principalmente de caranguejo que é o seu habitat preferido.

Inúmeras outras espécies vivem nesse ecossistema, os mangues, considerados por engenheiros de pesca, como um dos mais importantes, já que o mesmo são berços da vida marinha, onde reproduzem-se 70% das espécies que são comercializadas, e ainda reforçando o teor de sua importância para o meio ambiente, é que esse tipo de vegetação impede a erosão marinha, evitando as enchentes.


                     
Rio Coco e a sua vegetação característica da desembocadura do rio.


O Ceará e todo Nordeste, possui os manguezais que são considerados a vegetação dentre as mais importantes do Estado, situada na zona costeira. Os manguezais possuem uma grande variedade e diversificação da fauna e flora, que é de suma importância para pesquisa ambiental.

A exuberância do manguezal além de ser um habitat onde há a maior produção de alimentos para suprir as necessidades da vida marinha, serve também como lazer para população. É lamentável que esse ambiente, tenha sofrido profunda alterações promovidas principalmente pela ocupação humana. Descontente por tudo isso, um pescador e líder comunitário de Iparana e áreas vizinhas, desabafa dizendo: “centenas de pessoas vivem do mangue, estão aterrando para fazer condomínios, eu tenho só a lamentar”.

Mangues do Rio Ceará


Ocorrendo a degradação dessa vegetação nativa, gerará benefício apenas a um grupo privilegiado que estão a querer explorar esse habitat e não terão como objetivo repor a área devastada com a vegetação original, mas com outro tipo de cultivo, a especulação imobiliária, o crescimento desordenado da Zona Urbana sem ter um projeto urbanístico voltado para a Sustentabilidade, só vai contribuir para que os povos que ali vivem, deixem de tirar o seu próprio sustento do mangue, povos estes que são chamados de “POVOS DO MAR” e entre eles, estão incluído os índios Tapebas que habitam às margens do Rio Ceará, extraindo desse ecossistema, mariscos e que vendem nas proximidades da CE- 020, onde trafega grande número de pessoas que deslocam-se para as praias em direção a Caucaía, lado oeste de Fortaleza como: Iparana, Pacheco, Taíba, Cumbuco, etc.

Essa campanha tem coordenação nacional da Fundação SOS Mata Atlântica. Em Fortaleza. A Associação de Pesquisa e Preservação de Ecossistemas Aquáticos ( Aquasis) é responsável pelo manifesto em parceria com 18 instituições que lutam pelos direitos dos “povos do mar”, pois centenas de pessoas vivem da pesca nos manguezais.

Uma das últimas áreas de manguezais de Fortaleza


A Ministra do Meio Ambiente promete acompanhar de perto essa votação e interferir de forma que possa contribuir para que o “Código Florestal” seja, elaborado e concluído com segurança jurídica, com ganhos ambientais e com sustentabilidade para a produção agrícola, mas setores ambientalistas vêm como um retrocesso, ao ampliar as possibilidades de preservação em Áreas de Preservação Permanentes. Outra preocupação para a população em relação ao Meio Ambiente, é que consta no novo “Código Florestal” o aumento de áreas possíveis de desmatamento em encostas e permite uso agropastoril em topos de morros, provocando desmatamento em todo país, aumentando cada vez mais riscos de desastres ambientais.

Um erro imperdoável é constar neste código itens como diz esse: “É preciso desmatar para aumentar a produção”. Meu Deus como pode um país com tanta terra, grandes latifúndios onde os seus donos apenas colecionam, para aumentar os seus poderes? Tantas terras improdutivas por que não são exploradas e querem desmatar para produzirem mais? Isso é vergonhoso! Merece mesmo muitos protestos daqui até ao próximo mês de março, que é quando será votado e seguirá para a Presidente Dilma sancionar. O texto propõe mudanças que podem trazer danos à natureza e às populações que vivem em comunidades costeiras.

 

Chega de desastres ecológicos, precisamos de Leis que venham trazer disciplina, para a preservação das florestas e de todos os ecossistemas agredidos pela ação irresponsável do homem que não são punidos pelas arbitrariedades que cometem.


Temos que pensar que com tantas coisas erradas em relação à natureza, como iremos receber representantes de vários países que virão para a “Conferência Internacional sobre o Meio Ambiente ( Rio + 20 ), que ocorrerá na área do Porto do Rio de Janeiro, de 28 de maio a 6 de junho de 2012 – Deverá ser a maior “Conferência Mundial” sobre a Preservação Ambiental, desenvolvimento sustentável, economia verde que deverão definir um novo padrão para o setor. Mais de 100 Presidentes da República e primeiros-ministros estarão presentes.

A  Rio + 20, ocorrerá duas décadas depois de outra Conferência que marcou época, a Rio 92.

*Como esse tema referente das áreas costeiras, e de grande importância e deixa curiosidades sobre o aprofundamento dos Manguezais ( Ecossistema ) e os Mangues ( que são espécie arbórea características desse habitat), teremos o prazer de abordar um assunto de maior complexidade sobre esse habitat, já que nesta postagem aconteceram apenas citações referente ao mesmo. 


Texto redigido por Mazé Silva tendo como texto de apoio: 
Artigo do Jornal O Povo 
Reuters.com 

                                                                     Vídeo relacionado ao tema abordado