domingo, 15 de julho de 2012

Turistas chegam ao interior de vulcão na Islândia conduzidos por Gôndola


Dentro do vulcão
Vulcão é o Thrihnukagigur e sua última erupção ocorreu há mais de 4 mil anos


 
 Por: Mazé Silva
  Elo Geográfico


Uma agência de viagens da Islândia está levando turistas para dentro de um vulcão com a ajuda de gôndolas usadas para limpar janelas de prédios.
Vulcão a que refere-se a matéria, é o Thrihnukagigur, que ocorreu sua última erupção há mais de quatro mil anos.



Erupção vulcânica na Islândia em 2010



*Notícias sobre erupções vulcânicas são motivos de curiosidades para a maioria da população da terra, pois as imagens produzidas durante um processo geológico, que são matérias expelidas do interior da terra para a superfície terrestre e que por sua vez tornam-se fascinantes pela grandeza de cenário, como também aterroriza populações que habitam regiões onde há maior incidência desses movimentos tectônicos. Muito embora os mistérios dos vulcões já tenham sido desvendados por estudiosos, mas não deixa de trazer pânico, diante do poder de destruição da natureza, movida por violentas e poderosas forças que geram as erupções.

Precisaremos de mais algumas postagens para que se entenda o funcionamento do processo das formações vulcânicas, que compreende inúmeros fenômenos geológicos onde abordaremos a explanação da estrutura da terra para que saibamos de onde vem esse material expelido e que deixa curiosidade ainda para muitas pessoas.


Imagens Vulcão Thrihnukagigur adormecido

Devido o Vulcão Thrihnukagigur, situado na Islândia, está adormecido há mais de quatro mil anos, não representando nenhum perigo no momento, já existe agências de viagens, promovendo passeios turísticos onde aqueles mais destemidos e levados pela curiosidade e ter um estudo de forma mais concreta sobre a temática, seguem as dicas da agência que promovem excursões; não haverá nenhuma probabilidade deste vulcão, entrar em erupção, ou expelir lavas futuramente, ou melhor nos próximos anos.

Antes da abertura da caverna para as visitas turísticas, o local foi explorado por alpinistas e cientistas.
O vulcão, formado por três crateras, fica a 20 quilômetros da região da capital islandesa, Reykjavik. É preciso fazer uma caminhada de 40 minutos até chegar ao local onde começa a descida para dentro do vulcão.

Chegando na cratera, os visitantes entram em grupos 

de cinco pessoas na gôndola

Os visitantes descem em uma das crateras, divididos em grupos de cinco pessoas, por uma gôndola semelhante às usadas para a limpeza de janelas situadas do lado de fora de edifícios.

Neste 'elevador', os turistas descem 120 metros durante dez minutos, até chegar ao fundo da cratera. Por cerca de uma hora, os turistas podem caminhar pela grande câmara formada dentro do vulcão e observar a grande variação de cores no local, tornando o passeio mais emocionante, pela proporção que a vista oferece-lhes, já que antes jamais se poderia imaginar que o turismo chegasse a tais inovações. Em questão de destemor, já existe turistas que já têm a coragem de viajar em naves espaciais para conhecer o cosmos, mesmo sem serem formados em Astronáutica e cosmonáutica.

Neste 'elevador', os turistas descem 120 metros durante dez minutos, 

até chegar ao fundo da cratera



A Islândia fica localizada sobre a junção de duas placas tectônicas e registra grande atividade vulcânica e sísmica - sendo, por isso, estudada com interesse por sismólogo e por profissional que atua na área vulcanólogo , que deve ter conhecimento em Geofísica, a outros ramos da Geologia tais como a Petrologia e a Geoquímica.

No fundo, os turistas podem caminhar pelo local, observar as cores diferentes e 
caminhar pela grande câmara formada dentro do vulcão



Veremos ainda mais algumas fotografias desse vulcão adormecido...o "Thrihnukagigur ", para matar a nossa curiosidade...!

Antes da abertura da caverna para as visitas turísticas, 

o local foi explorado por alpinistas e cientistas
Cientistas têm demonstrado grande interesse pela Islândia 
porque o país fica na junção de duas placas tectônicas e 
registra muita atividade vulcânica e sísmica
Os visitantes podem ficar até uma hora dentro do vulcão. Mas, 
todos precisam usar equipamentos de segurança como capacetes 
e é proibido levar pedras do local

Em 2010, a erupção de outro vulcão islandês o Eyjafjallajokul, paralisou o tráfego aéreo na Europa. Os continentes e países que ficam situados em áreas propícias a ações tectônicas, vivem sempre em alerta e na expectativa e o medo de catástrofes em que muitos vulcões têm destruído cidades, dizimando e deixando grande parte da população em desabrigo total. Então veremos que um desastre natural pode acarretar outros transtornos, como o econômico, social e até mesmo o político.

Esse tema foi aqui abordado como uma curiosidade, envolvendo as proezas que a humanidade tem realizado nos últimos tempos. Sendo este um assunto vasto e de interesse dos leitores, nas próximas postagens da etiqueta “Geológica”, iremos abordar assuntos relevantes relacionados aos vulcões de uma forma em geral, enfocando o seu funcionamento, os mais violentos do planeta, um vulcão em atividade e Incríveis imagens do vulcão Eyjafjallajokull na Islândia capturadas pelo astrônomo Snaevarr Gudmundsson.


Mas é um fenómeno da Natureza lindíssimo do 
vulcão Eyjafjallajokull


Texto redigido por Mazé Silva, a partir da:

BBC Brasil
15/06/2012

Obs: Como a última erupção do vulcão abordado aqui na matéria, deu-se datas tão remotas, será impossível demonstrar imagens, então proporcionaremos para os leitores, um vídeo com imagens de outro vulcão islandês o “Eyjafjallajokul” que esteve ativo em em 2010.



Vulcão Eyjafjallajökull em erupção (Islândia) HD